mão esquerda

by vatsun

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      €5 EUR  or more

     

1.
04:45
2.
04:46
3.
03:52
4.
03:38
5.
03:32

about

"Vatsun deixa-se decifrar primeiro no que é mais óbvio: a sua "Mão Esquerda" é uma colecção de cinco canções onde as melodias de piano são recortadas por batidas ameaçadoras e hostis. Na voz nada mais que um conjunto de pistas harmonizadas para desvendar o estranho caso dos cinco dedos de uma mão. Na Surdina um indicador pede silêncio para poder chamar, a Rainha mostrará o médio a quem discordar, o polegar pede boleia para o outro pólo via GPS, o anelar compromete-se a ser apenas um Peão na cidade, e o mindinho adivinhará o segredo do Mal que aflige o mundo." retirado do comunicado para a imprensa de 1 de Novembro de 2016.

credits

released November 1, 2016

gravado e produzido por vatsun
escrito por vatsun
composição de arranjos na faixa "pião", e assistência na produção por bruno garcez
mistura por vatsun excepto na faixa "gps" que foi o miguel ferrador
masterização por miguel ferrador

agradecimentos

ao jorge serra, um cúmplice incansável, que levou a música e a imagem ao pormenor - conceptualizou e fotografou a capa

ao bruno garcez, sempre o companheiro musical

ao filipe silvestre pela produção técnica do objecto que está na capa do disco

à ana cláudia que ajudou na voz

ao miguel ferrador que teve toda a paciência do mundo para alterar as versões das faixas que eu dava como "finais"

às pessoas que participaram na reta final, e que ajudaram a levar tudo isto até ao primeiro vídeo, são eles:
margarida gramaxo, bernardo gramaxo, filipa lopes, e manuel lino

à laura

anish kapoor, fight the power

tags

license

all rights reserved

about

vatsun Lisbon, Portugal

contact / help

Contact vatsun

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: surdina
Aquilo que eu quero que tu digas
Ainda está guardado nessa língua
Filho de uma regra bem esquecida
Quero que nos livre desta sina

É à vontade
Mas em surdina
Gozamos sempre muito
Ficamos sem assunto
Sei o teu nome assim
Como se pudesse inventar

Idealizar encanto para a vida
Guiado pelo nada em melodia
Acaba numa peça ensaiada sem saber
troca a tua fala com a minha

à vontade
Mas em surdina
Gozamos sempre muito
Ficamos sem assunto
Sei o teu nome assim
Como se pudesse inventar

O teu nome
inventar.
Track Name: rainha
Eu não te queria sem saída
O teu corpo pisa gelo sem estalar
Eu não te queria desiludida
Obriga ao mundo ao que tu vais querer mostrar
Tal é a defesa que queres usar
Que o mundo teima em ter orgulho de aceitar
Tal é a defesa que queres usar
No fim de contas só te querem humilhar
Tu por eles és

Manipulada bem
para cumprir função
Tu para mim és aquilo que eu sei
Aceita esta canção
Se apostar em alguém
a Rainha mata mais que o Rei
Tens toda a permissão
Podes mandar foder

Realizada a previsão
Da janela em que eu te der a mão
Esgotada a compreensão
Veremos o mundo em ebulição
Venha a ti a comparação
Desta raça que te quer esquecer
Venha a ti a comparação
Tua queda, nossa devastação
Tua queda, nossa devastação
Tua queda, nossa devastação
Tua queda, nossa devastação

Manipulada bem
para cumprir função
Tu para mim és aquilo que eu sei
Aceita esta canção
Se apostar alguém
a Rainha mata mais que o Rei
Tens toda a permissão
Podes mandar foder

Quem tu quiseres
Track Name: gps
Obriga-me assim
Sei que nada vai falhar aqui
E sendo assim
Vou ver tudo a normalizar, igualar


Fico tão cansado do betão que vai de chão a chão
Nova Zelândia, polar irmão
Será que tens o mesmo senão?
Será que tens o mesmo serão? Ou não?


Já não me importo tanto
Podes desligar o meu GPS
Já não me importo tanto
Deixa desligar, ver o que acontece


Obriga-me assim
com a receita para a desmotivação
Desespero nesta bolha
E no fim és tu quem falha
falha
Ao dançar assim
como um dia eu sempre quis dançar
Baloiço uma demora
E quando rodo, a festa dobra
Dobra


Fico tão cansado do betão que vai de chão a chão
Nova Zelândia, polar irmão
Será que tens o mesmo senão?
Será que tens o mesmo serão? Ou não?


Já não me importo tanto
Podes desligar o meu GPS
Já não me importo tanto
Deixa desligar, ver o que acontece
Track Name: peão
Enclausurado numa situação
Quem não sabe nunca pôs a mão
Sem regresso duma ilusão
Assombrado pela edição
do pára-arranca da cidade
do pára-arranca da cidade
do pára-arranca da cidade
do pára-arranca da cidade

Nada do que eu fizer
Revela a civilização
A preguiça leva o mundo a querer
Confiar no espião

Tal e qual um peão
A ver ver ver
só ver
Tal e qual um peão
Se está sol
Para que é que tenho de ler
a contra-indicação
Não não
Tal e qual um peão

Nada do que eu fizer
Revela a civilização
A preguiça leva o mundo a querer
Confiar no espião

Enclausurado numa situação
Quem não sabe nunca pôs a mão
Sem regresso duma ilusão
Assombrado pela edição
do pára-arranca da cidade
do pára-arranca da cidade
do pára-arranca da cidade
do pára-arranca da cidade
Track Name: mal
E quantas vezes caí
Onde essa falha abria
O mal que se vê mal
Aquilo que eu não sabia
de um
pirata sem rei
que canta um
fado motivacional
chegado à
multidão maldita
Vai agora fingir
um novo ideal

O mal que não acusas
Nada te leva, e nada te traz
O mal que não acusas
Não salva os teus filhos,
Não salva a tua paz
Não penses que sabes o que ele faz
Não saberás
Não penses que sabes o que ele faz
Não saberás

A luta é convertida
e a matriz fica confundida
repartindo o mal
vender o que ninguém teria
uma
emenda sem lei
dada por um
dado hexadecimal
votada à
a massa mal cozida
Vai agora fingir
um novo ideal

O mal que não acusas
Nada te leva, e nada te traz
O mal que não acusas
Não salva os teus filhos,
Não salva a tua paz
Não penses que sabes o que ele faz
Não saberás
Não penses que sabes o que ele faz
Não saberás